Como realizar um plano de consultoria contábil de sucesso?

Com o mercado cada vez mais competitivo, muitos contadores têm buscado se 
reinventar por meio da consultoria contábil. Esse serviço tem como objetivo apurar todas as carências contábeis e financeiras de uma companhia por meio de diagnósticos e processos.

O ponto central da consultoria está em identificar dificuldades, sugerir soluções e implementar melhorias por meio da análise de uma série de informações passadas pelo cliente. As empresas que contam com a atividade usufruem de diversos benefícios, como diminuição de gastos com impostos e maior eficiência na gestão financeira.

Mas, para chegar a bons resultados, é necessário planejamento por parte do consultor. Confira, a seguir, como elaborar um plano de consultoria contábil que alcance as necessidades do seu cliente.

Diagnóstico da situação contábil

O primeiro passo em um plano de consultoria contábil é fazer um diagnóstico da empresa. Ao identificar fraquezas e pontos fortes da companhia, fica mais fácil apontar caminhos que tornarão a sua empresa ainda mais competitiva.

O diagnóstico é feito com base em uma série de processos e documentos. Com a verificação de brechas, é possível que o consultor proponha um plano de ações com o objetivo de corrigir problemas e apresentar maneiras de aperfeiçoar o serviço prestado aos clientes.

É também papel do consultor alertar o empresário sobre a importância das informações contábeis corretas. Torna-se indispensável que os relatórios estejam sempre atualizados e com as informações exatas, sem a ocultação de qualquer fato. Só assim o profissional poderá apresentar uma visão legítima da empresa.

Definição do plano de ação

Finalizada a fase de diagnóstico da situação contábil do empreendimento, é hora de montar um plano de ação para tornar a companhia ainda mais forte no mercado. A partir da análise de informações patrimoniais e financeiras, o serviço da consultoria contábil é capaz de sugerir estratégias que permitam que os processos da organização sejam mais racionais e organizados.

O consultor tem a função de orientar o cliente no seu planejamento tributário (o que é considerado uma ótima estratégia de redução de gastos com impostos), aconselhá-lo com maneiras de aperfeiçoar o controle financeiro e a rentabilidade do seu negócio e apresentar a ele formas de reduzir o risco de autuações e intimações fiscais.

É primordial que nesta fase de criação do plano de ação o consultor estime um tempo que deve ser empregado em cada uma das atividades e aponte os responsáveis por cada execução.

Agora vamos sugerir um plano de ação fundamentado em três pilares:

Reestruturação

O plano de ação deve, primeiramente, nortear o cliente para uma reestruturação de seus processos contábeis. Ele deve, de acordo com a análise realizada no diagnóstico dos entraves da empresa, apontar meios para tornar a gestão contábil eficiente e otimizada, podendo, por exemplo, sugerir o uso de novas tecnologias para aprimorar o serviço.

É cada vez mais comum, por parte das organizações, adotar softwares contábeis otimizados que contribuem no processo de tomada de decisões. As novas tecnologias, além de processar dados e informações, também diminuem a possibilidade de fraude ou adulteração.

A reestruturação dos processos se torna muito mais fácil quando pensada por alguém que não está envolvido no modelo operacional da empresa, pois não possui os vícios que a atividade diária de trabalho impõe.

O consultor contábil surge para apresentar um novo olhar sobre as atividades do negócio e mostrar a importância da contabilidade estar integrada a outros processos corporativos.

Redução de custos

O plano de ação de uma consultoria contábil deve também guiar o cliente para medidas que reduzam os custos de sua empresa. A própria reestruturação de processos tem como uma de suas consequências a diminuição de gastos e despesas e até mesmo a possibilidade de elevar o faturamento, uma vez que aumentará a organização, a agilidade e a produtividade das atividades da companhia.

O consultor deve expor também como o trabalho contábil pode contribuir para a redução de impostos, taxas, tarifas, entre outras contribuições. É possível economizar ao enquadrar a companhia em outro regime tributário, por exemplo.

Além disso, o cliente precisa estar ciente que uma boa gestão contábil vai colaborar no controle das finanças e ajudar no planejamento financeiro e na redução de gastos do empreendimento.

Investimentos

O terceiro e último elemento de nosso plano de ação é o da melhoria nos investimentos. Sabemos que possuir dados contábeis confiáveis é essencial na tomada de decisão de qualquer empresa.

Quando as demonstrações contábeis são acuradas, o empresário consegue planejar investimentos ou até mesmo buscar potenciais investidores com uma facilidade muito maior.

Uma contabilidade bem estruturada contribui na avaliação de contratação de novos funcionários, lançamento de campanhas de marketing, entre outras ações vitais para o seu negócio.

Acompanhamento das ações  

Após a identificação das dificuldades da empresa e a criação de um plano de ação, chegou o momento de colocar as ideias em prática. Neste estágio, é fundamental que a empresa estabeleça um gerenciamento no processo de mudança, bem como uma rotina de trabalho em prol dos objetivos traçados. Além disso, todos os colaboradores devem estar cientes e alinhados em busca da mesma finalidade.

Algumas consultorias contábeis não se envolvem na execução das estratégias recomendadas no trabalho de consultoria. Essa definição é acertada previamente na assinatura do contrato com o cliente. A função de acompanhamento, normalmente, é realizada por uma assessoria contábil que costuma realizar um trabalho de longo prazo e concentrado nos obstáculos do dia a dia.

No entanto, o consultor pode e deve orientar o seu cliente para criar uma rotina de acompanhamento e cobrança dos responsáveis por executar cada atividade do plano de ação. É recomendável, por exemplo, gerar um cronograma de envios de relatórios ou apresentação de resultados ao alto escalão da empresa.

É importante lembrar também que um plano de ação pode sofrer pequenas adequações em função de imprevistos ou novas necessidades da companhia. Porém, ele não deve ser abandonado até que os seus objetivos sejam alcançados.

Agora você já sabe o que é uma consultoria contábil e como este serviço pode ser executado.

Assuntos como este podem ser encontrados na TV Classe Contábil, canal de WebTV, fundado em 2012, que tem o objetivo de desenvolver e valorizar os profissionais de contabilidade.

Gostou? Então deixe o seu comentário neste texto e até a próxima!